Abandonados por Deus – John MacArthur

O livro " Guerra Pela Verdade" do MacArthur é um livro desafiador que nos exorta a não sermos neutros a questões crucias do evangelho. O sermão "Abandonados por Deus" é basiado nesse livro.

MacArthur expõe a carta de Romanos e relaciona como a “Guerra Pela Verdade” terá implicações contra uma sociedade corrompida pelo pecado.

Anúncios

O Mundo ao surgir o Cristianismo

Por Tiago H. Souza

Um jovem filho de carpinteiro, natural de Belém começa e propagar uma mensagem que mudaria o mundo para sempre. Bom, essa historia todos já conhecemos e sabemos de cor. Mas porque sua mensagem teve grande alcance? Como um jovem de classe media baixa conseguiu levar sua mensagem as grandes massas, tendo como o conteúdo dessa mensagem a afirmação que o próprio era filho de Deus?

Para si, tomou gente simples como pescadores, publicanos, algumas prostitutas, alguns leprosos e com isso conseguiu alguns séculos depois, ser a maior “religião” do mundo.

Tudo isso se deve ao soberano propósito de Deus de preparar o mundo para isso.

Ao Surgir o Cristianismo o mundo estava sedento de algo, alias, sempre esteve, e esse anseio, essa busca de encontrar e saber a verdade levou o cristianismo ao um lugar de destaque em sua época.

Quando o jovem Jesus começa a ganhar adeptos e mais tarde seu maior percussor chamado Paulo começa também a pregar as boas novas, o mundo helenístico e mitológico como hoje conhecemos estava em declínio. A força propulsora que levou os deuses e deusas gregas perder sua vitalidade foi o próprio desejo de seus seguidores, que estavam cansados e sedentos por algo, do qual, tais religiões não poderiam atender.

Para entender o mundo quando o Cristianismo surgiu temos que avaliar a situação intelectual da época. A filosofia, assim como as religiões gregas, também não atendia e respondia perguntas básicas da vida. O Epicurismo e o Estoicismo não tiveram grande alcance nas massas e nem mesmo pelos mais intelectuais e seletos da sociedade. Era visível para a mais simples pessoa que tais filosofias não passavam de um tremendo embaraço de pensamentos que ainda deixava os gregos a se perguntar “onde esta a verdade?”

Se a religião não saciava a alma e nem a filosofia dava respostas satisfatórias ao homem, então podemos concluir que moralmente a sociedade estava um caos. E é dessa forma que historiadores da época nos retratam. Quando a “verdade” se perde em uma sociedade o resultado disso é o caos. Podemos constantar isso em nosso época, também chamada de Pós-modernismo, que tem como característica o Relativismo como estilo de vida. A  política era falha, as religiões eram falhas, os pensamentos eram falhos logo temos aí uma época onde não se tinha esperança, um conforto espiritual ou ao menos um sentimento que nos levasse saber o propósito de tudo. È nesse contexto onde Deus levanta homens com uma mensagem de esperança e animo que reanima o povo e da a eles um sentido para sua própria existência.

Para aqueles que buscavam “ a verdade” e não a encontravam o proprio Jesus disse: “Eu Sou a Verdade! É essa verdade a que respondia e confortava a alma. Mensagem essa que iniciou em mundo obscuro onde perguntas e sacrifícios eram feitos, mas que não transformava a sociedade e nem a própria alma humana.

O evangelho, alem de carregar a salvação do homem, mostrou desde a idade antiga até os dias atuais, a combinação perfeita da providencia de Deus em revelar-se na pessoa de Cristo dando assim uma resposta plausível e racional para a existência humana.