“Nenhum Mal te sobrevirá” Salmo 91 ( A interpretação de Jesus e a interpretação de Satanás)

“Nenhum Mal te sobrevirá” Salmo 91 ( A interpretação de Jesus e a interpretação de Satanás)

Você provavelmente já leu o Salmo 91, um dos mais preciosos entre os salmos.
Que certezas podemos ter neste salmo? O que ele promete?

“Caiam mil ao teu lado, e dez mil, á tua direita; tu não serás atingido” (v.7)
“Nenhum mal te sucederá, praga nenhuma chegará á tua tenda” (v.10)
“Saciá-lo-ei com longevidade e lhe mostrarei a minha salvação” (v.16)

Aparentemente parece que o salmo promete que seremos super-homens e que jamais vamos sofrer. Pergunto: Pessoas de fé nunca morrem em tragédia? Nunca sofrem com doenças? Sempre têm vida longa?

John Piper diz que há três maneiras de resolver este problema: 1) Podemos dizer que o escritor deste salmo e aqueles que o incluíram no saltério não tinham discernimentos e cometeram um erro. 2) Podemos dizer que as vítimas da batalha, os doentes, e aqueles que sofrem não fazem do Senhor o seu refugio e nem andam pela fé. Em outras palavras, a promessa é para aqueles que não são incrédulos. 3) Podemos dizer que o autor do salmo pretendia comunicar que Deus realmente governa o vôo das flechas, doenças e a duração da vida, e que nas promessas existem exceções e qualificações.

Por que defendo a terceira posição?

1-Sabemos que Satanás pode usar os salmos para nos fazer pecar. Um exemplo disso está na narrativa da tentação de Jesus no deserto onde o diabo usa este mesmo salmo 91 com uma interpretação enganosa: “Atira-te daqui… Por que ao seus anjo dará ordens a teu respeito, para que te guardem em todos os teus caminhos. Eles te sustentarão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra.” A interpretação que Satanás usa para tentar Jesus é muito parecido com a posição 2.

Mas Jesus recusou este uso do salmo e provou que tinha, de fato, qualificações: ele morreu jovem, sentiu golpe da carne dilacerada, foi perfurado por lanças e pregos. O mesmo Jesus disse para os seus discípulos em Lc 21.16 “matarão alguns dentre vós..” Sabemos pela narrativa de Atos que isso realmente aconteceu e acontece ainda hoje!

2- A bíblia não pode se contradizer. Há salmos como o 81(o salmo mais triste da bíblia) e o 34.19 que diz: “muitas são as aflições dos justos.”

3- A bíblia nos fala que devemos ter por motivo de alegria o fato de passarmos por grandes tribulações. Elas nos ajudarão a ser perseverantes e esperançosos, e isso glorifica a Deus.

Portanto lhe encorajo a rejeitar a interpretação de Satanás e atentar á interpretação que Jesus dá aos Salmos!

Em Cristo,

Tiago Souza

Gálatas Cap. 2 (O Evangelho da Graça e a Graça do Evangelho) – Tiago Souza

Versos 1-10 (O EVANGELHO DA GRAÇA)
– É uma revelação. vers. 2
– Deve ser pregado para todas as pessoas. vers. 2
– Concede coragem para lutar em prol dele. vers. 4-5

Versos 11-21 (A GRAÇA DO EVANGELHO)
– É para os fracos. (A graça de Deus é para pecadores como Pedro, que estava sendo hipócrita nessa passagem e é repreendido por Paulo). vers.11-13
– Nos liberta da falsa liberdade da prática da Lei. vers. 16
– Nos traz alegria em meio a dor do novo nascimento em Cristo. vers. 19-20

Esboço do sermão pregado na comunidade Crer no dia 16/06

Lucas 14:25.27 – (3 GRANDES CONSEQUÊNCIAS DE SER UM MERO CRISTÃO E NÃO UM DISCÍPULO)

1° Serei só mais um na grande multidão. (Serei estatística e não um fiel seguidor).

2° Não terei o privilégio de entrar na escola de discipulado de Jesus. (Posso presenciar os milagres, mas nunca serei usado por Ele para promover um).

3° Não terei o prazer de experimentar a dor que Jesus me proporciona ao segui-lo. (A dor prazerosa da cruz (vontade de Deus) será experimentada somente por aqueles que se submetem a plena vontade de Jesus)

discipulo1

Breves Pensamentos #4

Voce ja se viu em ambientes e situações onde voce deve tomar uma decisão de fazer ou não fazer? Será que posso ou não posso?

Para nossa plena comunhão com Deus em todos os momentos da vida Paulo responde a essa pergunta e Romanos 11:36:
” Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.”
A pergunta não é: Eu posso?
A pergunta é:Isso vem Dele? Isso é por Ele. Isso é para Ele?

Tente não se incluir na pergunta! Tente incluir Cristo e seus própositos e busque a resposta.

Breves Pensamentos #3

Breves pensamentos

A PREDESTINAÇÃO e a RESPONSABILIDADE HUMANA não são duas coisas contraditórias!!
veja bem…
a biblia ensina que Deus escolhe aqueles que herdarão os Céus (Efésios 1:4)
e a mesma biblia diz que o Reino dos Céus é tomado por esforço (Mateus 11:12).

Para evitar que o Céu seja povoado de pessoas orgulhosas e preguiçosas Deus colocou essas duas verdades em sua Palavra!!!

que legal!!!!

Breves Pensamentos #2 – Tiago Souza

O que eu penso sobre a Teologia da Prosperidade:
Por incrível que pareça a Teologia da Prosperidade é a melhor maneira de espantar o povo da igreja e assim criar uma rotatividade sem fim invés da comunhão.
Por quê?
A teologia da prosperidade te oferece o que você pode conseguir aqui e agora como: casas, carros, promoções e etc…

O simpatizante da teologia da prosperidade vai à igreja, pede e obtêm na sua plenitude o que desejou. Assim, tendo em mãos o que queria, abandona a igreja, pois, alcançou o que tanto sonhou. Nada mais importa. De nada mais precisam. Conseguiram o que tanto almejaram.

Diferente disso, o Evangelho de Cristo te faz um eterno necessitado. Você é agraciado com uma salvação que te dá uma percepção de quanto miserável é e de quanto você precisa mudar, logo, as pessoas que tem essa percepção dada pelo Evangelho de Cristo, permanecem na comunhão da igreja, buscando e desejando o que ainda não encontraram e não encontrarão até a volta de Cristo: A perfeição.

Breves Pensamentos #1 – Tiago Souza

Se de fato eu acredito na depravação total do homem, por que eu fico triste quando pessoas me criticam?
Eu não fui concebido em total depravação?

Negar a verdadeira condição humana do qual eu e toda a raça humana foi concebida é provar para mim mesmo o quanto eu sou pecador. E negar a minha soberba é afirmar que realmente sou: orgulhoso e soberbo.

Então, as críticas e as fofocas ao meu e ao seu respeito não chegam nem perto do que nós realmente somos.

Por isso o Evangelho é tão maravilhoso:
Podemos ser o maior pecador deste mundo e ser ao mesmo tempo DECLARADO JUSTO!