JANTANDO COM OS PECADORES – Rennan Dias

Certa vez, eu recebi um convite para jantar com uma determinada família. Ao chegar, me deparei com uma mesa farta de comida e bebida. Sentamos-nos e começamos a comer e conversar. De repente, uma pessoa se aproximou e me perguntou: “Como um cristão pode comer com alguém que bebe cerveja”? A minha resposta foi algo assim: “Um cristão pode comer com alguém que bebe porque Jesus assim o fez. Um copo de cerveja não poderia me impedir de estar aqui”!

Quantas vezes não somos impedidos de pregar o Evangelho porque há coisas diferentes na mesa – bebidas, práticas, palavras. Um dia, nós todos fomos parte dessa mesa. Agora, nos sentimos superiores ou diferentes. Hoje, nós não queremos mais sentar à mesa com pessoas que são iguais ao que éramos no passado.

Jesus não é assim! Mateus nos conta (Mt 9.9-13) que Jesus foi a sua casa para um jantar especial. Depois de receber um convite para seguir Jesus, Mateus resolveu fazer um jantar para todos os seus amigos – pecadores e publicanos. Enquanto estavam jantando, um grupo de fariseus apareceu com uma pergunta: “Por que o mestre de vocês come com publicanos e pecadores”?

Ao ouvir isso, Jesus responde aos fariseus, apresentando o coração do Evangelho. Primeiro, Ele diz que o Evangelho é como receber uma visita de um médico em casa. Só recebe o Médico de Deus quem se enxerga doente do pecado. Segundo, Jesus diz que o Evangelho é a manifestação da misericórdia de Deus. Ele manda os fariseus voltarem a ler suas Bíblias para aprender que Deus tem prazer numa religião que é fruto de Sua misericórdia e que desemboca em misericórdia para com o próximo. E por fim, Jesus diz que o Evangelho é receber o Seu convite para entrar em Sua casa. Ele veio – Ele nasceu – para chamar os pecadores, e não os justos!

Jesus ainda hoje deseja jantar com pecadores! Ao receber o Evangelho de Cristo em casa, nós somos chamados para levar o Evangelho de Deus às casas dos demais pecadores! Por que não seguir Aquele que nos salvou para sermos feitos em Sua imagem (Rm 8.29)? Por que não iniciar bons relacionamentos? Foi Jesus e não Mateus que primeiro falou! Por que não se aproximar daqueles velhos amigos com o propósito de repartir o Evangelho com eles? Por que não deixar o “espírito da religião farisaica” de lado para ganhar pessoas com a maior de todas as notícias? Jantemos com os pecadores para a glória de Deus!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s