Predestinação e Missões – Barbara Helen Burns

“Não adianta ir fazer missões; os predestinados vão ser salvos mesmo.”

 

Realmente a Bíblia deixa claro que os salvos são predestinados à salvação. Efésios 1.4-5 diz: Porque Deus nos escolheu nele antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis em sua presença.  Em amor nos predestinou para sermos adotados como filhos, por meio de Jesus Cristo, conforme o bom propósito da sua vontade (NVI). O v.11 no mesmo capítulo repete a mesma verdade, Nele fomos também escolhidos, tendo sido predestinados conforme o plano daquele que faz todas as coisas segundo o propósito da sua vontade.

Dra. Barbara Burns

 

Deus é soberano! A predestinação é um ensinamento da Bíblia apesar da dificuldade em entendê-la. De fato, grandes teólogos em toda a história da Igreja Cristã têm debatidos esta doutrina sem chegar a uma conclusão unânime. Alguns enfatizam mais o lado que Deus faz tudo e o homem não tem escolha nenhuma diante dEle. Outros se baseiam em outros textos que deixam claro que o homem também tem que buscar e obedecer a Deus, enfatizando a livre vontado do homem.

 

A Bíblia aparentemente nos apresenta os dois lados, claramente ensinados. J.I. Packer (Evangelismo e a Soberania de Deus, Ed. Vida Nova) chama este dilema de “paradoxo. ” Um paradoxo é algo que tem dois lados que parecem opostos, mas são ambos a verdade. Em nossa mente finita, não podemos entender esta verdade infinita que origina nos conselhos de Deus. Mesmo difícil para a mente, a predestinação é algo que todos nós que somos do Senhor entendendemos na experiencia pois no íntimo sabemos que não merecemos ser filhos e filhas de Deus, e que não fizemos nada para comprar a salvação. Sabemos que nem tinhamos condições de buscar a Deus até achar, pois em Romanos 3:11 diz: Não há quem entenda, não há quem busque a Deus. Depois em versículo 23, Romanos diz algo que com humildade nós sabemos: pois todos pecaram e carecem da glória de Deus.

 

Nós não recebemos a salvação por nosso mérito; somos salvos por causa da graça de Deus em enviar Jesus Cristo para morrer numa cruz, pagando o preço do nosso castigo e tomando sobre si o nosso pecado. Fomos justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus. Deus o ofereceu como sacrifício para propiciação mediante a fé, pelo seu sangue, demonstrando a sua justiça (Romanos 3:24-25a). Porém a salvação vem para nós no momento em que dobramos diante de Deus com corações contritos pelo pecado e desobediência, pedindo perdão e aceitando pela fé Jesus Cristo como Salvador e Senhor. Temos que abrir nossos corações para receber aquilo que Deus predestinou que seria nosso!

 

Então uma parte da primeira sentença deste artigo é a verdade: “os predestinados vão ser salvos mesmos.” No entanto a outra frase, “não adianta fazer missões”, é bem errada! Fazer missões é o centro da vontade de Deus para nossas vidas e uma das mais importantes razões dEle ter nos predestinado! Ele escolhe Seu povo para ser canal da Sua glória ao mundo (compare Êxodo 19:4-5 e 1 Pedro 2:9).

 

Uma ilustração disto seria a vida de Cornélio em Atos 10. Cornélio era um homem piedoso: orava, dava esmola, e era temente a Deus. Mas Cornélio, apesar de predestinado, não era salvo ainda. Era necessário o Apóstolo Pedro ir até a casa dele para explicar o caminho de salvação. Era necessário Cornélio aceitar na sua vida a presença real de Jesus Cristo. Deus não mandou um anjo para evangelizar (apesar que uns anjos participaram no preparo do caminho). Pedro era um servo dEle, pronto a obedecê-lO, mesmo difícil por causa do egoísmo e etnocentrismo do Apóstolo.

 

O texto mais difícil a entender no Novo Testamento é Romanos 9-11. Predestinação é um dos assuntos principais deste texto onde Paulo tenta levar os crentes de Roma a apreciar quem são dentre dos propósitos eternos de Deus. Para os que queixam contra a doutrina de predestinação Paulo responde:

 

Mas algum de vocês me dirá: “Então, por que Deus ainda nos culpa? Pois, quem resiste à sua vontade?” Mas quem é você, ó homem, para questionar a Deus? “Acaso aquilo que é formado pode dizer ao que o formou: ‘Por que me fizeste assim?'” O oleiro não tem direito de fazer do mesmo barro um vaso para fins nobres e outro para uso desonroso? E se Deus, querendo mostrar a sua ira e tornar conhecido o seu poder, suportou com grande paciência os vasos de sua ira, preparados para a destruição? Que dizer, se ele fez isto para tornar conhecidas as riquezas de sua glória aos vasos de sua misericórdia, que preparou de antemão para glória, ou seja, a nós, a quem também chamou, não apenas dentre os judeus, mas também dentre os gentios?

(Romanos 9:19-24)

 

Um texto assim, difícil a entender, é apenas um lado do paradoxo. O outro lado vem logo em seguida quando Paulo deixa claro que os Judeus não predestinados tinham rejeitados a Deus em dureza de coração e desobediência. Ainda bem que no final deste texto a Bíblia diz:

 

O profundidade da riqueza, tanto da sabedoria, como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos e quão inescrutáveis os seus caminhos! Quem, pois, conheceu a mente do Senhor? ou quem foi o seu conselheiro? Ou quem primeiro lhe deu a êle para que lhe venha a ser restituído? Porque dele e por meio dele e para ele são todas as cousas. A ele pois, a glória eternamente. Amém.”

 

O que tem tudo isto haver com missões? É que muitas vezes nós tomamos apenas um lado do paradoxo de Deus, tirando qualquer responsabilidade nossa em relação a salvação de outros. Nos tornamos fatalistas em nossa conduta cristã, pensando que Deus “vai dar um jeito” para os povos que nunca ouviram a mensagem do Evangelho.

 

É de alta importância que no meio de Romanos 9-11, o texto mais profundo sobre a soberania de Deus, temos também um dos textos mais enfáticos sobre missões.

 

Se com a tua boca confessres a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvos. Porque com o coração se crê para justiça, e com a boca se confessa a respeito da salvação. (. . .) Porque: todo aquele que invocar o nome do Senhor, será salvo. Como, porém, invocarão aquele em que não creram? e como crerão naquele de quem nada ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão se não forem enviados? (Romanos 10:9-10, 13-15)

 

Como ouvirão se não há missões? Como haverá missões se nós, todos nós, da Igreja de Jesus Cristo, não começarmos a nos preocupar em cumprir a vontade de Deus? Ele nos escolheu justamente porque Ele ama os povos em toda a terra. Ele nos enviou para eles, claramente ensinado no Antigo e no Novo Testamento. Jesus preparou os pais da Igreja, ensinando-os a serem missionários, e no fim enviando-os em Seu lugar e em Seu Nome até aos confins da terra. Predestinação e missões andam juntos; não se contradizem, mas são interdependentes.

 

Deus nos predestinou para glorificá-lO e para levar as Sua glória às nações. Ele nos predestinou para sermos dEle, raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz (1 Pedro 2:9).

 

Postado por Tiago H. Souza

 

Anúncios

3 comentários em “Predestinação e Missões – Barbara Helen Burns

  1. O seguinte texto bíblico: “Não há quem entenda, não há quem busque a Deus” (Rm 3:11), relata que todo homem tende para o mal, sendo assim, não revela uma condição de eleição pré-determinada. Deus busca a todos, batendo na “porta de seus corações”, procurando aqueles que irão abrir, em Apocalipse 3:20 diz: Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. A paz seja com todos !

    • O texto bíblico de Romanos 3:11 fala sobre a impossibilidade do homem escolher buscar a Deus, logo a graça de Deus o chama para isso (sua condição esta pré-derterminada sim)! E o texto que voce usou de Apocalipse 3:20 esta incorreto em se aplicar para gentios. Exegéticamente o texto se refere ás igrejas!
      Abraços a todos. Tiago H. Souza

  2. É realmente um paradoxo, mas entendo eu que quando uma doutrina não tem capacidade de dar uma resposta a perguntas evidentes, ou da uma resposta do tipo: “quem é vc pra questionar a Deus?”, ou “é preciso ter fé”, é ora de repensar,… O problema do calvinismo é a incrivel dificuldade de responsabilizar o homem por suas escolhas, é fato que os eleitos, ou escolhidos foram predestinados por Deus antes da fundação do mundo, porém um detalhe que deve ser objeto de estudo é que toda a vez que a Bíblia fala de predestinação no que se refere a salvação o texto está no plural, mas a salvação é individual! Fica a dica,… antes que alguem me critique não sou arminiando pelo mesmos motivos das perguntas sem respostas,…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s