FELIZ NATAL! FELIZ MISSÃO! – Marcelo Carvalho

Por Marcelo Carvalho

Você já parou para pensar que Natal e Missão são dois termos que representam a mesma coisa em duas perspectivas distintas? Começar por Natal pode ser mais fácil. Natal vem do latim natale que significa nascimento. Para nós cristãos, Natal representa o nascimento de Jesus Cristo, o único Filho de Deus, que foi prometido ser enviado ao mundo através dos profetas do Antigo Testamento. Aquela imagem que temos do menino Jesus numa manjedoura, num curral é típica. Ali a salvação se tornou concreta, palpável, muito bem representada por aquele homem, que depois de ter posto o menino-Deus no colo, disse que já poderia descansar em paz pois os seus olhos já tinham visto a salvação do Senhor. Natal é o nascimento de Jesus, aquele que salva os homens dos seus pecados.

E Missão? Bem, missão, vem de uma palavra latina que se escreve quase da mesma forma: missio. Na verdade missio foi utilizada para traduzir duas palavras gregas, apostellein e pempein quando da tradução do Novo Testamento para o latim. E sabe o que essas duas palavras significam? Ambas querem dizer enviar. E se encontram naquele famoso texto de João 20.21: “Assim como o Pai me enviou (apostellein), eu também vos envio (pempein)”. Missio, ou melhor, Missão, é o envio do Filho de Deus nascido de uma virgem para cumprir o propósito de Deus Pai em salvar o perdido, como eu e você.

E qual a relação do Natal com Missão? Vamos lá… Sempre quando nos reportamos ao Natal, o colocamos situado lá no passado, há aproximadamente 2.000 anos. Mas, levando em consideração o que já falamos, Natal não ocorreu com um fim em si mesmo. Natal é o começo. Natal é o ponto de partida da obra completa que Jesus haveria de realizar e está realizando. Essa obra se estendeu aos seus discípulos quando ele disse: “Assim como o Pai me enviou, eu também vos envio”. O envio de Jesus continua quando ele envia os discípulos ao mundo. A partir daquele momento o envio com o propósito de trazer salvação ao perdido passa para nós a igreja de Cristo. Somos enviados não para sermos crucificados como ele, ou para imitá-lo simplesmente. Mas para anunciar o Natal, anunciar que o Deus Filho se encarnou, sofreu, foi tentado, mas não pecou, e morreu numa cruz, sendo o nosso substituto, para pagar a nossa dívida eterna com Deus e nos dar vida eterna. E que o próprio Jesus ressuscitou e virá uma segunda vez para nos buscar.

Você e eu, igreja de Cristo, representamos de forma viva o Natal de Jesus. Você e eu podemos vivenciar não só o Natal, mas também essa Missão (missio). Ser cristão é ser enviado ao mundo para falar do Natal, da obra e da ressurreição de Cristo. Ser igreja de Cristo só faz sentido quando nos vemos como o povo de uma missão (de um envio) que continua: O Pai enviou o Filho que enviou a Igreja. A nossa origem é o Natal. Somos povo missionário de Deus ansiando a volta do primeiro Missionário, o Cordeiro e Leão. Ser igreja é ser povo natalino, é ser povo missionário, povo enviado…

Feliz Natal, Feliz Missão!

Marcelo Carvalho

Postado por Tiago H. Souza

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s